segunda-feira, 28 de junho de 2010

MULHER SOLTEIRA NÃO PROCURA...


"Compromisso é permitir que o outro entre na nossa vida, é sonhar junto sem se sentir ameaçado, marcar um horário sem se sentir controlado. Dividir o espaço sem se sentir invadido. Compromisso não é falta de liberdade, é o exercício da liberdade de estar com alguém." (via @CRISFRAGA - twitter)



Eu tinha outras coisas pra falar aqui hoje. Pra variar, muita coisa aconteceu desde a minha última postagem. Nossa... como pode acontecer tanta coisa em tão pouco tempo??? Na verdade, sempre acontece, né? O fato é que eu estive mais atenta e pude PERCEBER e, principalmente, SENTIR e VIVER com intensidade tudo o que se passou. Começarei, então... do início.


Há duas semanas fui à São Paulo encontrar uma das pessoas que foram mais importantes na minha vida nos últimos tempos... foi um dia lindo, de muita conversa, sinceridade, erros expostos, responsabilidades assumidas (de ambos os lados) e decisões estabelecidas com maturidade e amor.


Ao marcar minha passagem, ouvi muita coisa de muita gente. Amigos, família... bom, o básico era: "Renata, vocês vão se encontrar no Dia dos Namorados? Você não vai resistir... vocês vão voltar, você vai ver!". Rolou até um "quer apostar???" rsrs... por isso, assim que voltei, lá fui eu dar satisfações aos que estavam mais preocupados com essa situação. Escrevi aos meus amigos dizendo: "para o bem de todos e minha felicidade geral, declaro ao Rio de Janeiro que me mantive forte, continuo solteira e muito feliz!!!"


Uma das respostas que recebi hoje, me fez ter a idéia de escrever esse post. Uma amiga me pediu: "Renata, queremos saber a receita do "solteira e feliz", hein? Não q isso seja um problema, mas, pela história q nos contou, preciso saber a receita para sair de um problema feliz!!! ;-)"


Como negar esse pedido? Impossível!!! Então segue aqui a receita da felicidade encontrada por mim:


  • 1º passo - Pegue uma mulher inteira e coloque-a pra conversar com um ex-namorado, depois de um ano sem juntar os dois ingredientes. De repente, ela percebe que ELE está pela metade e que, na verdade, ela quer alguém ao seu lado que esteja inteiro tb, assim como ela (senão a mistura desanda fácil fácil...pois ela já esteve pela metade e sabe que isso não funciona com ninguém).
  • 2º passo - A partir daí, fica tudo mais tranquilo. Porque a "mulher inteira" percebe logo que, por mais que o "ex-pela-metade" diga as coisas mais lindas, palavras são só palavras... e mudanças só são geradas com um outro ingrediente que ela conhece muito bem: o tempo.
  • 3º passo - Sobre o elemento "tempo". Ela ja teve o dela... e esse é o momento dele ter o dele. Se ele vai aproveitar ou não, é de inteira responsabilidade DELE. Ela não tem mais nada a ver com isso e segue sua vida tranquila, sem pressa... mas sabe tb que não está mais afim de esperar por ninguém (principalmente depois de ler no blog de uma amiga sobre os contos-de-fadas... então ela comprova que não quer viver uma relação difícil esperando por um "final feliz"... ela quer mesmo é um "durante feliz".)
  • 4º passo - A mulher inteira então está livre. Livre pra conhecer e se deixar conhecer. Livre pra perceber que ela é uma "jóia rara" e que não é qualquer um que pode tocá-la. A mulher inteira não tem pressa. Ela sente prazer em estar com ela mesma, ler bons livros, encontrar verdadeiros amigos, trabalhar, ir ao cinema, ao teatro, ouvir boa música, passear por aí, sentir o vento bater no rosto e ver um lindo por-de-sol sem ficar pensando: "ahhhh... seria tão bom que ele estivesse aqui...". Melancolia não é ingrediente da mulher inteira.
  • 5º (e último passo) - A mulher inteira enfim está pronta. Neste momento, ela tem consciência que não PRECISA de ninguém, mas sabe tb que é uma delícia ter alguém por perto... então ela, atenta, deixa o espaço aberto pra que o homem inteiro possa se aproximar. E essa história de que os opostos se atraem, é pura balela, neste caso: a mulher inteira atrai o homem inteiro. A partir daí, é só degustar... ;)


Bom, ser uma "PESSOA INTEIRA" demanda um certo esforço, amigas... e muita terapia!!! Hahahah... mas qdo vc percebe que chegou lá, não tem quem te tire daquele lugar!!!!


Meninas... mulher solteira não procura... mulher solteira se encontra!


Concluindo, citarei minha mais nova "melhor amiga de infância"... rsrsrs... eis a frase da Beta: "a gente quer mais é ser feliz antes, durante e depois, mesmo que hajam, inevitavelmente, os intervalos de dores e problemas. ;-)"


Sejam felizes!!! Bjsssssss!

8 comentários:

Beta disse...

Tô amando ser a sua mais nova melhor amiga de infância, Rê...

E tô muito feliz por estar entrando na sua vida nesse momento de crescimento e felicidade, e feliz por tê-la por perto também, para trocarmos muitas figurinhas!

E vamos que vamos em busca do nosso "durante feliz"... ;)

Beijo enooooorme querida!

Leo Lodi disse...

Parabéns pela rara visão! Mais do que ser mulher, esta é a receita "do ser feliz".

Danielle disse...

ou seja, a gente se perde para se achar. ;-)

adorei a listinha...e o melhor: A FORÇA.

beijo, frô!

marcelo klein disse...

adorei gata! inspirador! :) arrasou! beijos! e bom a sorte com o inteirao aí! hehehehhe
bjos, marcelo.

Mr. G disse...

Amei seu blog gata!! tava precisando ler essas coisas! rs!!

deois se quiser visita o meu! rs!

bjooooooooo!!

*Renata Celidonio* disse...

Beta... vamo que vamo!!! Nosso "durante feliz" chegará... mas não tô com a menor pressa... rsrs...

Leo, muito obrigada!!!

Dani... entendeu agora, né? ;)

Celo, o "inteirão" chegará no tempo certo... como eu tb não tô procurando, acho que quando ele chegar a gente vai se reconhecer... rsrrsrs... enquanto isso, vou me divertindo "solteira no Rio de Janeiro"! ;)

Gu, volte sempre que quiser!!! Vou olhar o seu blog tb!!! Mas depois, que agora acabei de chegar e tenho que trabalhar... rsrs... bjoooooooo!

thiago sheep disse...

Adorei o post e realmente você é uma "jóia rara" e que não é qualquer um que pode tocá-la. Rs

beijo graaaaaaaande minha linda!

Patricia Garcia disse...

Boa noite. Meu nome é Patrícia Gebrim e esse texto é de minha autoria, retirado do livro FALANDO DE AMOR, editado pela editora pensamento. Atenciosamente.